sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Deusa Deméter

Deméter, que significa “Mãe-terra”, era a Deusa grega da fecundidade e da Terra frutífera, especialmente a cevada. Ela era uma das grandes Deusas do Olimpo, com uma beleza imensa e com cabelos como grãos maduros. Filha de Cronos e Reia e irmã de Zeus, Poseidon, Hades, e Hera. Cortejada por Poseidon e Zeus, teve inicialmente dois filhos com Poseidon, Arion, um cavalo com o dom do discurso e Despoena, a amante. Mas foi com Zeus que ela teve a sua filha Perséfone, o seu grande amor.

Foto retirada do site 

Inicialmente Deméter era conhecida por ambos aspectos da Terra: sua superfície fértil e o submundo. Mas quando Perséfone foi raptada por Hades, irmão de Deméter e rei do Submundo, Deméter vagou por toda a terra, chorando e procurando por sua filha, enquanto que a terra permanecia estéril. Com a intervenção de Zeus, Perséfone foi encontrada, mas teria que passar um terço de cada ano com seu marido Hades. Desta forma Deméter tornou-se a representação do campo e do pomar e Perséfone a representação das profundezas ocultas. 

Os símbolos sagrados para Deméter são o cavalo, a abelha, a papoula, a cobra e a tocha. Era habitual sacrificar porcos em sua honra e a sua foice foi feita pelo próprio Hefesto, Deus do fogo e do vulcão.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Deusa Lan Tsai Ho

Foto retirada do site
Lan Tsai Ho, também conhecida como Lan Caihe, é uma das oito Deusas Imortais chinesas. Existe a dúvida se ela é de facto uma Deusa, um Deus, ou uma Divindade assexuada. No entanto por andar sempre com um cesto de flores é também conhecida como a Deusa dos Jardins. 

Costuma ser representada com roupas esfarrapadas e sempre com um pé descalço e outro calçado. Reza a lenda que ela era uma cantora de rua, denunciando a vida fugaz e os seus prazeres ilusórios. Era por vezes tomada por louca, devido à sua aparência assim como era usual em tempos quentes andar agasalhada e durante o frio deitar-se na neve. Contudo sempre foi seguida por muitos e quando tinha dinheiro saia à rua dançando e cantando, atirando esse dinheiro aos mais necessitados. Os seus animais são a garça e o elefante. 


terça-feira, 27 de novembro de 2012

Deusa Selene

Foto retirada do site 
Selene é a Deusa grega da Lua que percorre a noite na sua carruagem puxada por dois cavalos brancos. Filha dos Titãs Hipérion e Téia e irmã de Hélios, Deus do Sol e Eos Deusa da Aurora. Existem outras versões em que a Deusa é filha de Zeus ou de Hélios. Ela foi cortejada por Zeus e por Pan, no entanto acabou por se apaixonar por Endimion, um belo pastor mortal que ela visitava todas as noites, enquanto ele dormia. Com ele, Selene teve cinquenta filhas, belas e poderosas como a mãe, mas mortais como o pai. Zeus transformou Endimion em imortal na condição de ele permanecer eternamente adormecido e Selene veio noite após noite, contemplar o rosto do seu amante a dormir. 


Existe outra versão desta lenda que conta que Selene, durante a sua função como Deusa da Lua, olhou para baixo e viu Endimion dormindo, por quem se apaixonou imediatamente. Todas as noites ela olhava para ele do alto do céu e o seu amor crescia cada vez mais. Até que uma noite deixou a Lua entre o Sol e a Terra e desceu para se juntar a Endimion. Ficou com ele durante três noites e durante esse tempo a Lua enegreceu. Zeus furioso mergulhou Endimion num sono eterno, mas Selene visita o seu amado todos os meses durante três dias.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

De 26 de Novembro a 2 de Dezembro



A carta da semana é XVIII – A Lua, representada pela Deusa Selene, Deusa grega da lua. A frase que a define é a seguinte: “Eu sou regente das marés, emoções, sentimentos e sonhos. A minha luz revela, a minha escuridão esconde.”

Esta semana tenha cuidado com algumas situações onde poderá não ter acesso a toda a informação. É normal querermos dar uma melhor imagem de nós próprios escondendo os podres e o mesmo acontece com aqueles que estão à minha volta.

Conselho: esta semana não tome decisões sem se inteirara devidamente de todo o panorama pois poderá existir tendência a enganos e a meias verdades. É normal deixarmo-nos levar pelas nossas emoções mas desconfie de tudo o que for demasiado bom para ser verdade.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Deusa Ishtar


Foto retirada do site
Deusa Ishtar, grande mãe da Babilónia e dos Assírios. Ela derivou da Deusa Inanna da Suméria e deu origem à Deusa Astarte e à Deusa Isis. Ishtar é uma Deusa muito completa em si mesma, abrange aspectos de luz como de escuridão e isso reflecte-se na variedade de pais, irmãos e consortes que lhe são atribuídos. Como Deusa da terra, da fertilidade, do casamento e do amor ela era filha do Deus do Céu Anu e da Deusa da fertilidade Anat, e foi associada com o Deus da fertilidade Min. Como Deusa das batalhas e das tempestades era filha o Deus da Lua Sin e associada ao Deus matador Reshef. Ao longo do tempo assumiu muitos atributos lunares, tornando-se uma Deusa da Lua e das artes divinatórias. Seus consortes foram o Deus supremo da guerra Assur, o Deus dos Sol da Primavera, Marduk, o Deus da escrita e do discurso, Nebo, e claro, Tamuz Deus da morte e ressurreição da vegetação. Era também irmã do Deus do Sol Shamash e do Deus da tempestade Hadad.

Existem alguns símbolos que representam a Deusa, Vénus é o seu planeta regente, assim como a estrela de oito pontas, sendo que o seu nome significa estrela. Ishtar era geralmente representada de frente, nua, ricamente ornamentada com um penteado cuidadosamente elaborado e muitas vezes coroada com uma lua crescente com uma jóia no meio e com as suas mãos apertando os seus seios por baixo. Ela era conhecida como a Senhora de uma bela voz. Seu animal de culto era o leão, mas no seu aspecto mais escuro é-lhe por vezes associado o escorpião.